biografia

ricardoseica-sentado

É doutorado em antropologia, performer, investigador integrado do CRIA (Centro em Rede de Investigação em Antropologia) e co-fundador do baldio | estudos de performance onde exerce a sua área de investigação entre a antropologia, a política, a performance arte e a educação. Recentemente explora a contaminação entre a etnografia e as metodologias teatrais numa perspectiva de ensaiar ferramentas para investigações-acção. Enquanto director artístico do projecto BUH!, desenvolve igualmente as suas produções artísticas.

Realiza agora o seu pós-doutoramento pelo CRIA, como bolseiro da FCT. É autor de vários textos para conferências, revistas especializadas, exposições, edições fotográficas, performances teatrais. Leccionou durante 3 anos na ESTAL. Doutorado em Antropologia da Educação no IUL-ISCTE, incorpora a área dos estudos performativos, escreve a tese: “A Política do Jogo Dramático. CITAC: estudo de caso de um grupo de teatro universitário” e realiza um filme documentário sobre o contexto de estudo, “Estado de Excepção. CITAC: um projecto etnohistórico (1956/78)”. Pós-graduado em “Culturas e Discursos Emergentes: da crítica às manifestações artísticas”, na FCSH e “Estado do Mundo” – FCG, e em Antropologia_ “Património e Identidades”, no ISCTE-IUL. É licenciado em Antropologia na FCTUC em 2000.

Como diretor artístico, investigador-coordenador e performer, desde 1995, fez várias oficinas dos quais destaca: método de Suzuki e viewpoints (SITI Company), actor-studio (Marcia Haufrecht), commedia dell’Arte (Filipe Crawford), clown (Andres Bezares) e trabalhou com vários artistas (Nao Bustamante, Akademia Ruchu, Jibz Cameron, Carlos Curto, Dato de Weerd, Kênia Rocha, Pompeu José, João Grosso, Sílvia Brito, Paulo Filipe Monteiro, Living Theatre, Luís de Lima), enveredando recentemente pela realização de performances interdisciplinares, produzidas no seio do projecto BUH!

(CURRÍCULO ACADÉMICO COMPLETO)

Anúncios